Quem somos


Somos uma associação sem fins lucrativos de apoio especializado a homens sobreviventes de violência e abuso sexual, e queremos iniciar um diálogo saudável e informativo sobre violência sexual contra homens e rapazes, sem medos ou preconceitos.

Queremos criar um ambiente onde qualquer homem sobrevivente de violência sexual se sinta seguro para partilhar o que sente, dizer o que pensa e, se sentir necessidade, mostrar a sua vulnerabilidade sem receios.

Como começámos

“Quando tinha 11 anos, um amigo de família abusou sexualmente de mim durante meses. E durante mais de 20 anos carreguei em silêncio este peso, vergonha, culpa e nojo. Tudo sentimentos que não eram meus, mas que os carreguei comigo sem compreender porquê.”

Estas são as palavras de Ângelo Fernandes, fundador da Quebrar o Silêncio, um homem sobrevivente que aos 11 anos foi vítima de violência sexual e que hoje se dedica a apoiar outros sobreviventes que tenham passado por situações de violência sexual, para ultrapassar as consequências do abuso.

Missão

Apoiar homens sobreviventes de violência sexual a ultrapassar os traumas consequentes desse abuso e a retomar o controlo da sua vida.

Objectivos

Os nossos principais objetivos são:

  • Apoiar homens sobreviventes de violência sexual
  • Apoiar as pessoas que são indiretamente afetadas pela violência sexual contra homens e rapazes (família, parceiros, amigos, entre outras)
  • Sensibilizar e consciencializar a opinião pública sobre violência sexual contra homens e rapazes
  • Realizar sessões de sensibilização e consciencialização junto das escolas sobre questões relativas à realidade da violência sexual, com particular foco na violência sexual contra homens e rapazes, com o objectivo de combater ideias preconcebidas, ultrapassar preconceitos relacionados com os papéis de género e promover a prevenção da violência e abuso sexual
  • Promover os direitos humanos e igualdade de género

Valores

Respeito máximo por cada pessoa

  • Respeito máximo por cada pessoa e por todos os homens sobreviventes que procuram apoio
  • Valorizamos a coragem e a força que traz cada homem até nós. Ouvimos a sua história e respeitamos o seu tempo. Acreditamos na palavra, nos sentimentos e nos pensamentos que cada homem carrega consigo. Apoiamos cada sobrevivente a compreender o trauma, a ultrapassar o impacto do abuso sexual e a retomar o controlo da sua vida
  • Neutralidade da nossa atividade e ação, respeitando a diversidade e inclusão
  • Política de não discriminação e não aceitação de todas as formas de agressão e violência.

Inclusão e diversidade

Apoiamos todos os homens vítimas/sobreviventes de violência sexual, independentemente da da crença religiosa, etnia, cultura, escolaridade, situação económica, idade, classe social, origem, profissão ou orientação sexual, quer do homem sobrevivente, quer do abusador ou abusadora.

Órgãos sociais

Direcção
Presidente – Ângelo Fernandes
Vice-presidente – José Parreira
Secretário – Alexandra Duarte

Assembleia Geral
Presidente – Maria Rosa
Secretário – Teresa Marques
Secretário – Ana Pereira

Conselho Fiscal
Presidente – Maria Passos
Secretário – Tiago Barreiros
Secretário – Miguel Machado