crop loving couple holding hands

Intimidade e relações amorosas nos homens sobreviventes de violência sexual


Para os homens sobreviventes de violência sexual a manutenção de relações pode ser difícil e complicada, e a tendência é para agravar-se com o aumento da proximidade da outra pessoa. Relações amorosas são particularmente complicadas para muitos sobreviventes, pois a partilha do seu espaço mais íntimo e pessoal, obriga a uma exposição desconfortável e a uma situação de vulnerabilidade que se pode tornar desafiante e uma prova difícil à sua capacidade de confiar. A proximidade física e emocional inerente a este tipo de relação pode trazer ao de cima sentimentos de culpa e vergonha intensos, que alimentam a crença de que não merece ser amado e valorizado, levando o homem a anular-se perante o outro elemento na relação ou mesmo a envolver-se em relacionamentos pouco saudáveis. Não é incomum os sobreviventes evitarem o impacto destas questões estabelecendo relações superficiais e sem real compromisso.

É igualmente possível que a violência sexual de que o homem foi vítima impacte as suas relações a nível físico. É possível que varie entre o pólo de total evitamento de contacto e a necessidade constante de procura de contactos sexualizados ou de intimidade física,  gerando stress sobre a relação e aumentando a perspetiva negativa e de desvalorização que o sobrevivente tem sobre si.

Apesar de serem consequências com grande impacto na vida dos homens sobreviventes, é importante que saiba que ao procurar apoio para ultrapassar a violência sexual de que foi vítima, também estas questões se podem resolver, permitindo-he vir a estabelecer relações saudáveis e satisfatórias.