Impacto na sexualidade do homem sobrevivente


Ser vítima de uma ou várias experiências de violência sexual pode deixar marcas significativas na vida do sobrevivente. Além do impacto que podem ter no homem, estas podem também impactar a sua relação com os outros. Este  impacto é particularmente maior quando falamos de relações próximas e significativas, como são as amorosas e de intimidade. Enquanto na interação com o chefe, com o colega, com o amigo e mesmo com a família, existe a possibilidade de manter uma distância física segura, o mesmo já não acontece quando falamos de relações amorosas ou íntimas às quais se soma a variável sexualidade. Muitos homens sobreviventes referem ter dificuldades associadas à vivência da sexualidade e que podem ser disruptivas na relação com o próprio e com o par ou pares.

Quando falamos de sexo, é natural que o sobrevivente faça uma associação negativa aos contactos sexualizados devido à sua história abuso. Esta associação poderá colocar sobre a sua sexualidade uma carga emocional negativa e incompatível com uma vivência saudável da mesma. No entanto, a forma como a sua sexualidade é afetada não é linear. Alguns homens reagem com evitamento, protegendo-se de qualquer possibilidade de contacto físico íntimo, mantendo por vezes algum contacto sexual apenas por pressão ou sentimento de obrigação, enquanto outros, podem procurar o sexo de forma quase obssessiva, desenvolvendo uma necessidade constante de procura de contacto sexual ou de comportamentos sexualizados, como a masturbação ou o visionamento de pornografia, como forma de validação ou de gestão emocional.

Desta forma, os contactos sexuais que devem ser prazerosos e saudáveis, podem tornar-se fonte de sofrimento e mal-estar, podendo inclusive gerar conflito dentro das relações e afetar a dinâmica de casal.

Apesar de esta ser uma consequência da violência sexual na vida de diversos homens, é possível recuperar e experienciar uma vivência saudável e menos atribulada da sua sexualidade,através de um processo de recuperação acompanhado por um profissional especializado, que o faça sentir seguro ao longo de todo o percurso, levando à desconstrução de sentimentos de culpa ou de mal estar que possam existir.

Se se identifica com esta questão ou tem outras questões relativas à sua sexualidade, saiba que não está sozinho e que o podemos ajudar. Contacte-nos através do email apoio@quebrarosilencio.pt ou da Linha de Apoio 910 846 589.