“Um homem ou rapaz não pode ser abusado por um abusador heterossexual”


Há estudos que sugerem que os homens que abusam sexualmente de rapazes identificam-se, na maioria, como heterossexuais, e que na altura em que cometem o abuso estavam numa relação adulta heterossexual.

A orientação sexual do abusador não é vinculativa ou determinante no abuso, e não há indícios de que um homem homossexual seja mais propício a cometer abuso sexual relativamente a um homem heterossexual.