b


Consentimento ou sobrevivência?

Pode ser difícil compreender porque é que uma vítima de violência sexual pode paralisar numa situação de abuso em vez de lutar para se proteger ou tentar fugir. Esta incompreensão pode levar a um julgamento, errado, de que houve consentimento. No entanto, reação de paralisação é bastante comum em episódios de violência sexual. É importante reconhecer que, perante uma situação percecionada como perigosa, o cérebro funciona automaticamente no sentido de nos proteger e este mecanismo não pode ser usado para desresponsabilizar o abusador e culpabilizar a vítima.


“Por que é que eu não disse que não?”

É comum que um homem que foi vítima de violência sexual se questione se consentiu o abuso. É natural que se reflita sobre o porquê de não ter dito que não, de não ter conseguido impedir o abuso ou mesmo de não ter conseguido fugir.


Relaxamento e gestão de ansiedade

o que se pode tornar difícil de gerir. Na tentativa de reduzir este mal-estar é comum os homens utilizarem estratégias desadequadas, que podem inclusive agravar a situação, pelo que é importante saber que técnicas funcionais pode adotar.


Estratégias nocivas para fugir ao sofrimento do abuso

A violência sexual pode deixar marcas dolorosas nas vítimas que são difíceis de ultrapassar. Por vezes, só são possíveis de resolver com apoio especializado. Ao longo da vida, estes homens procuram maneiras de minimizar o sofrimento e procuram o que quer que os ajude a esquecer o(s) abuso(s), mesmo que só por momentos. No entanto, sem as ferramentas para resolver o problema pela raiz, este processo pode revelar-se difícil, exaustivo e gerar um maior sofrimento.


Posso partilhar o que quiser em segurança?

Vários homens referem que receiam partilhar determinadas informações ou acontecimentos relativos à sua história de abuso. Na Quebrar o Silêncio garantimos um espaço isento de juízos de valor onde qualquer partilha é bem recebida.


Intimidade e relações amorosas nos homens sobreviventes de violência sexual

Para os homens sobreviventes de violência sexual a manutenção de relações pode ser difícil e complicada, e a tendência é para agravar-se com o aumento da proximidade da outra pessoa.