Abuso sexual de homens


Violência e abuso sexual de homens pode ser definido como qualquer contacto sexual que não seja desejado ou consentido pelo homem, sendo praticado contra a sua vontade. Quando se fala de violência e abuso sexual é importante definir e deixar claro que violação e penetração forçada não são as únicas formas de abuso. A violência sexual pode ocorrer sem contacto físico, e não é isso que a torna menos grave. Todas as formas de violência e abuso sexual podem trazer consequências para o sobrevivente.

É importante reconhecer que:

  • O abuso sexual acontece independentemente da crença religiosa, etnia, cultura, escolaridade, situação económica, idade, classe social, origem, profissão ou orientação sexual, quer do homem sobrevivente, quer do agressor ou agressora.
  • A responsabilidade é sempre do agressor, nunca da vítima.
  • O abuso sexual pode ser uma experiência pontual ou continuada por um período de tempo indeterminado.
  • Em 90% dos casos, o agressor conhece a vítima.
  • Há rapazes e homens que foram vítimas por diferentes agressores, ao longo da sua vida.
  • A maioria dos agressores são homens, mas também há mulheres agressoras.

A Organização Mundial da Saúde define abuso sexual como: qualquer ato sexual ou tentativa de ato sexual, comentários ou iniciativas indesejadas, tráfico ou intenções de tráfico direcionados contra a liberdade sexual de uma pessoa recorrendo a formas de coerção praticadas por qualquer pessoa independente da sua relação com a vítima e em qualquer cenário, incluindo mas não limitado à casa e trabalho.

Ideias erradas sobre o abuso sexual de homens

O facto de um homem ser vítima e sobrevivente de abuso sexual não se reflete na sua virilidade, nem o torna menos capaz. A ideia de que um homem ou rapaz, vítima e sobrevivente de abuso sexual é menos masculino ou menos capaz do que os outros está errada.

Este é um mito também relacionado com a forma como a sociedade reconhece os atributos associados à masculinidade. E, muitas vezes, esta ideia errada passa a ser carregada pelas vítimas / sobreviventes de abuso sexual, afectando a sua auto-estima e interferindo ainda com a possibilidade de pedirem ajuda.

Conheça alguns dos mitos sobre o abuso sexual  de homens +